Carro que dirige sozinho do Google

Eu acho simplesmente fascinante os avanços que temos nos sistemas de controle de carros dos últimos 10 anos. São vários controles eletrônicos que tornam os carros mais seguros para todos. A próxima grande meta é fazer com que o carro seja capaz de dirigir sozinho. A tecnologia existe, mas ainda é muito nova e está em aperfeiçoamento constante. 

Várias montadoras já testam diversas tecnologias para este fim e mostram pequenos avanços a cada salão do automóvel que ocorrem em diversos países. A Google, que tem dinheiro até dizer chega, também se aventura neste segmento, apesar de não ser o negócio dela. Em um dos seus diversos laboratórios para desenvolver tecnologias para um mundo melhor a Google desenvolve a tecnologia para que carros dirijam sozinhos.

A última grande novidade é mostrar o carro identificando faixas de rolamento, conversões, carros à frente, ao lado e atrás de si, assim como travessias em nível com ferrovias e também ciclistas e pedestres em cruzamentos. O sistema realmente impressiona, mas está longe de ser tão capaz quanto um motorista em TODAS as situações que encontramos no trânsito, muitas delas imponderáveis e inesperadas. 

Outro fato impressionante para o carro que dirige sozinho da Google é identificar zonas em construção e outros veículos e objetos à margem da faixa de rolamento. Estas duas últimas são ainda mais impressionantes, pois obrigam o carro a mudar de faixa e negociar a mudança com tráfego à frente, lado e atras. 

A atualização no sistema do carro da Google é capaz de identificar centenas de objetos além de gestos de ciclistas, sinais de operadores de trânsito em zonas de construção. Veja mais detalhes aqui. E o vídeo abaixo para você ver o carro no mundo real.