Fiat 500C

NewImage

A Fiat trouxe ao Brasil mais uma versão do 500. Quem esperava o 500L, que é uma versão maior e que concorre em tese com o Mini Countryman, se decepcionou, mas a surpresa veio com o anúncio da versão cabriolet, que a gente chama no popular de conversível. Abaixo a imagem que mostra o Fiat 500L à esquerda e o Mini Countryman à direita.

NewImage

Vindo do México, o 500C tem a mesma cara que sua versão fechada ou com teto solar. O que a Fiat fez, foi apenas trocar o teto e porta do portamala pela cobertura removível. 

Abaixo a fábrica da Fiat que produz o 500 no México.

A cobertura pode ser aberta em etapas. Quando completamente aberta, tanto os passageiros da frente quantos os de trás podem sentir o vento nos cabelos (ou na careca), mas o motorista perde totalmente a visão do espelho retrovisor interno. Você pode abrir e fechar o teto até a velocidade máxima de 80 km/h, depois disto torna-se perigoso tal operação. Aliás, acima desta velocidade o conforto com o teto abaixo é comprometida pelo barulho que o vento faz causado pela turbulência que é gerada pelo teto aberto.

Outra coisa que se perde nesta versão do 500C é o porta malas, que já era pequeno e com a cobertura removível passa a ser ainda menor e com boca de abertura ainda menor.

Por outro lado, a boa notícia é que ele é o conversível mais barato que você pode adquirir zero quilometro no Brasil. Anunciado esta semana no Salão do Automóvel de São Paulo, o 500C começa na casa de 58 mil reais.

Em termos de mecânica nada muda, contudo, só terá versão com câmbio automático. 

Abaixo o vídeo feito há um ano mostrando o lançamento nos EUA, mostrando todos os detalhes. 

Outro vídeo de avaliação do 500C, mas agora feito na Gran Bretanha, pode ser visto abaixo. Nele você pode ver que para abrir o porta malas com o teto totalmente recolhido, leva um tempo, pois o teto precisa ser recolhido para um dos estágios pré programados que permite a abertura da mala.