Diário Ford Focus: Sensor de Estacionamento e Câmera de Ré

Em meados de 2007 eu comprei uma Toyota Fielder. Na época, eu achava que era o carro mais bonito do mercado. a cor dele era um marrom metálico que eu chamava de cocô metálico, não que a cor fosse feia, mas… lembrava. 

Era um carro grande e de brinde, ganhei o sensor de estacionamento, não que a visibilidade traseira fosse ruim, mas o sensor realmente era uma ajuda. O sistema, na época, não era comum, mas tinha acabado de cair no gosto do consumidor por conta do lance do negócio do reboque que tinha que ter um monte de regra pra poder usar…

Na época, os meus amigos achavam que eu tinha comprado um carro de velho e com o sensor de estacionamento, mais ainda, mas eles se demonstraram uns tolos, pois, anos depois, passaram a reverenciar o sensor de estacionamento, mas apenas o de fábrica, que tem um tom mais educado para alertar a proximidade de obstáculos na parte de trás do carro. E eu concordo com eles. Realmente, os que são instalados pela concessionária são indigestos.

Em 2009, troquei de carro e com ele, sensor de estacionamento, também não original. Prático como sempre. No i30 ele era menos necessário do que na Fielder, mas novamente, a idéia era segurança, conforto e praticidade. 

No Focus que comprei no final de 2013 o sensor de estacionamento recebeu um upgrade louvável. Passou a ter sensores na frente do carro e ainda ganhou a companhia de um olho que auxilia nas manobras de ré. Tudo original de fábrica.

PardalCarioca FordFocus2014 1

O sensor de estacionamento do Focus é bem legal. Ele emite dois tons diferentes para alertar a proximidade. Para proximidade dianteira o som é mais agudo e na traseira o som é mais grave. Outra característica interessante é que o sensor dianteiro emite sons nas caixas de frente do sistema de som e para o sensor traseiros, o som de alerta sai nas caixas de som da parte de trás do carro.

A intermitência do aviso sonoro vai diminuindo até virar um som contínuo que acusa quão perto você está de um obstáculo. Na traseira, por conta da câmera, a imagem mostra um gradiente que vai de verde até o vermelho para alertar onde está o perigo. Há também linhas de direção que apontam para onde o carro vai de acordo com o volante.

PardalCarioca FordFocus2014 1 2

Estou com o carro há quase dois meses e achava que a câmera era completamente supérflua na presença do sensor de estacionamento, mas pelo contrário. Se tornou um dispositivo auxiliar tão prático que lamento a sua inexistência na parte dianteira. O campo de visão cresce bastante com a utilização da câmera e o retrovisor central eu praticamente não uso em manobras, apenas no trânsito.

PardalCarioca FordFocus2014 1 3

A única coisa chata da câmera é que ela fica exposta ao tempo, logo toda a poeira do universo se acumula nela. Por isto, criei o hábito de passar o dedo quase que diariamente para manter a imagem sempre cristalina (bichice do cacete, admito!) para na hora da manobra ver a imagem muito bem.