Arquivo da tag: subcompacto

VW up!

O up! é um subcompacto que a VW lançou no final de 2011 para a Europa. Ele é um carro voltado para grandes centros urbanos. Apresentado como conceito em 2007, ele chega ao Brasil após sofrer o processo de adaptação.

Sua adaptação não é apenas de motor, como costuma acontecer, por conta do nosso combustível “sujo” de etanol e de baixa qualidade. Pra começar, o tanque aumentou de 35 para 50 litros, mas não é só isto. O projeto foi completamente revisto e adaptado ao gosto e cultura local. Na Europa, a tampa traseira é de vidro, mas aqui, para reduzir os custos de manutenção e seguro, ela foi substituída por uma tampa convencional de metal.

O espaço interno também aumentou bastante. Se na Europa o carro é pensado para quatro pessoas no máximo, mas duas com conforto, aqui o carro precisa levar cinco pessoas, ainda que com quatro as coisas ficam mais confortáveis. Com isto, seu tamanho aumentou. O mesmo acontece com o porta malas que comporta muito mais volume do que o europeu. Da metade pra trás, diz a VW, o up! é diferente no Brasil do que na Europa.

Esporte carro automobilismo volkswagen up 20131120 002 size 598

No porta malas temos mais 64 litros de volume e um estepe normal, ao passo que na Europa, há apenas um kit de reparo de pneu. A suspensão também está mais alta, cortesia das ótimas estradas que nosso governo oferece em troca dos nossos impostos.

O motor, que foi inovador lá fora, já existe no Brasil faz algum tempo. Está no Fox bluemotion. Ele tem 3 cilindros e se mostrou bem econômico fazendo mais de 10 km/l na estrada e por volta de 9 na cidade utilizando etanol, já na gasolina ele fica com números mais interessantes: 13 na cidade e 14km/l na estrada. A diferença de consumo entre etanol e gasolina é grande.

Após todas estas adaptações o up! chega após a saíd
a do Gol G4, que foi aposentado. Você poderá levar um up! pra casa se gastar entre 28 e 40 mil reais. Sendo um projeto europeu, o carro recebeu 5 estrelas no teste de colisão do Latin NCAP.

Realmente não consigo entender o espaço que este carro pretende ocupar. A VW já tem o Fox, por que trazer o up!? Se fosse pelo menos para ser um subcompato premium, ok, mas pra ser mais um popular?

 

Em termos de equipamentos, o up! não é impressionante. Tem os obrigatórios ABS e Airbags dianteiros além de sensor de estacionamento, isofix para cadeiras de bebês, chave canivete, direção elétrica, vidros dianteiros elétricos, rodas de liga 15″, som bluetooth e USB. Isto na versão totalmente completa. Tem como opcional ainda um sistema de navegação por GPS cuja tela fica acima do console central e o ar condicionado também é opcional, sendo de série apenas nas versões mais caras. 

NewImage

Eu gostei bastante do interior. O volante porém não é multifuncional, o que não é ruim, mas desejado. Senti falta também da saída de ar central do sistema de circulação de ar. Já o GPS, ficou incrivelmente bem, apesar de eu não gostar da posição destacada, eu ficaria mais feliz se ele fizesse parte do console central.

O segmento é muito importante no mundo e no Brasil. No final de 2012 o mercado foi agraciado com o HB20 da Hyundai, que veio como carro subcompacto da marca exclusivo para o Brasil. O carro é uma variação de um modelo já existente na Europa, mas adaptado para nossa realidade. Muito se falou que ele seria um mini i30, mas sua proposta de carro popular e de custo mais baixo logo acabaram com a idéia de que ele seria um pequeno Premium. Mesma coisa acontece com o up!

NewImage

A Ford está preparando a nova geração do Ka. A plataforma será global e o carro começa a ser vendido no Brasil e seguirá para o resto do mundo assim como aconteceu com o EcoSport. A Ford promete trazer um carro cheio de coisas que não existem no segmento. A Hyundai já se mexeu e começou a oferecer GPS no painel. O que mais veremos pela frente? Alguma esperança de termos um carro pequeno, econômico, mas recheado de tecnologia, que hoje existe em carros grandes e caros?

Esta semana o up! deve começar a chegar às lojas. A VW está mudando e este carro parece ser o começo de uma virada que a Ford começou há uns dois ou três anos. Ótimas coisas estão por vir.