O novo i30 é realmente caro ou não?

Hyundai i30 2014 prata traseira estrada movimento

Eu lembro como eu esperei para adquirir o meu i30. Era 2009 e o fantástico novo hatch da empresa coreana tomava o mundo de assalto. Design surpreendente, interior cativante e mecânica de nível europeu. Foi apenas este ano que eu descobri que aquele i30 era chamado de i30 FD.

i30 GD, i30 FD

Não sei o que o FD quer dizer, apenas descobri isto, pois o novo i30 passou a ser chamado de i30 GD. Eu tinha procurado, pesquisado e nada de encontrar a explicação para o significado do GD. Assumi então quer era Geração Dois, mas ao descobrir que a primeira geração era chamada de FD e que esta denominação vinha da Coréia e não da CAOA aqui no Brasil, minha aposta foi por água abaixo.

Em 2009 eu não fiquei muito preocupado com o preço. Seis meses após o lançamento sai com o carro da loja e o emplaquei e ele me acompanha nas aventuras do trânsito do Rio de Janeiro. Sua manutenção é baixa e a garantia cobre todas as surpresas que podem aparecer no caminho.

Assim que eu vi as imagens do i30 GD, imaginei que seria fácil trocar o meu atual FD pelo GD, mas não foi bem assim que as coisas aconteceram.

Hyundai i30 2014 azul traseira

A nova geração é realmente linda e é uma pena que a CAOA não tenha decidido trazer o i30 GD em cores bacanas como o vermelho, azul celeste e outras cores bacanas que existem no resto do planeta. O seu interior é ainda mais agradável com uma parafernália tecnológica que faz qualquer tecnocrata se tornar uma pessoa feliz ao dirigir um carro ainda que seja através de um engarrafamento.

Hyundai i30 2014 vermelho lateral movimento

Certamente o novo i30 é a minha escolha, mas faltou combinar com o Governo, que pensando em desenvolver a industria nacional, resolveu ferrar com todo mundo que gosta de carros de qualidade e meteu um imposto de 30% sobre os carros importados. A medida que parece polêmica e digna dos mais estúpidos políticos não é tão estranha assim. Na Coréia é ainda pior e lá o mercado é dominado por Hyundai e Kia. Tudo por conta das incontáveis barreiras que são impostas aos carros importados. Por isto a GM tem sua fábrica lá e é de lá que o Sonic acaba vindo para o Brasil.

Eu realmente desejo o novo i30 e espero que ele esteja estacionado na minha vaga de garagem. O novo motor 1.6 assusta pela falta de potência, mas pensando em economia, creio que será uma grande ajuda ter este motor. Diga-se de passagem, há informações desencontradas sobre o motor, já que alguns dizem ser o mesmo do HB20 e outros dizem ter apenas o mesmo bloco. 

O que mais assusta porém é o preço. Há duas versões. Completa e Completíssima, denominações totalmente incompatíveis com o naipe do carro, mas digna da empresa que o importa. O carro é realmente completo, mas merecia nomes mais elegantes. Style e Comfort poderiam ser, por exemplo, as designações das versões.

Uma versão custa 75 mil e outra 85. Caro pra diabo. É duas vezes o preço de um carro nacional que a própria Hyundai fabrica por aqui. Não é possível. A CAOA deve estar ganhando muito dinheiro com esta brincadeira de mau gosto.

Caro, nem tanto

Fui pesquisar o preço do i30 na europa e pra minha surpresa, descobri que por lá o i30 GD custa quase a mesma coisa que por aqui. E lá não há os 30% de imposto de importação e a carga tributária sobre veículos é muito menor.

I30 alemanha

No site alemão, por exemplo, se pegarmos o modelo à gasolina topo de linha e incluir o teto de vidro, GPS e tudo para deixá-lo o mais caro possível e equivalente ao nosso modelo de 85 mil reais, chegamos ao valor de 27.610 euros. Isto equivale a 73 mil reais, aproximadamente. Levando em consideração os impostos de importação, lucro do revendedor entre outros, até que não está tão caro assim, concorda?

Nos EUA ele é conhecido como Elantra GT, mas lá ele é consideravelmente mais barato. Fazendo a mesma coisa que no site alemão, o valor máximo que é possível de chegar é 25.440 dólares, ou 50 mil reais.

I30 EUA

Então, tá caro e não tá, mas 75 mil por um carro é dinheiro pra caramba. Aliás, a comparação às vezes ajuda, às vezes não. Só pra ter uma idéia, o modelo completão fica em 85 mil, certo? Por quase este preço da pra comprar o Audi A1 ou um Fusion 2.5 (este novo lindão). E agora?

One thought on “O novo i30 é realmente caro ou não?”

  1. Ahh Ok!!! nao está caro? Nesse preço com essa mixaria de motor é claro que está caro!!!! nesse peso e com o “super” 1.6, será vergonhoso (assim como já é com o Veloster) parar no semaforo e levar pau de HB20, de Golzinho 1.6, Palio 1.6, enfim….
    Resumo: Gosto é gosto, agora além de gosto é preciso ter coragem pra comprar uma bucha dessas. Outro ponto a ser analisado, compre essa “naba” da Caôa por 75k e quero ver por quanto vai revender!!! Todos os brasileiros já perceberamq ue carro desvaloriza demais (em qualquer marca) mas desvalorizar como esse i30 pode ter certeza que vc vai vender essa naba por muito menos daqui dois anos.
    Desvalorizar sim mas rasgar dinheiro nao!
    Por que a Hyundai nao rasga de uma vez esse contratinho de gaveta com a Caoa e se livra de uam empresa que só atrapalha o seu mercado?

    caoa amadora que suma que aí sim a Hyundai deslancha!

Os comentários estão encerrados.